Este site usa cookies. Os cookies neste site são usados ​​para personalizar o conteúdo, fornecer recursos de mídia social e analisar o tráfego. Além disso, compartilhamos informações sobre o uso do site com nossos parceiros de mídia social, publicidade e análise da web, que podem combiná-las com outras informações que você forneceu a eles ou que eles coletaram do uso de seus serviços.
Concordo

A mulher e a empresa familiar – notícia aponta liderança feminina no agronegócio

É ponto pacífico a relevância do Agronegócio no contexto Brasileiro. Aliás,  não por acaso a ” Agrishow”  é uma das 3 maiores feiras de agronegócio do mundo.  O acontecimento do evento revela um país  de muitas faces e  evidencia fenômenos diversos  – dentre os quais, a relevância das Mulheres no setor.  A  seguinte notícia ressalta: “Pesquisa da ABMRA aponta que liderança feminina no agronegócio triplicou em quatro anos”.

 

A matéria inspira muitas reflexões.   A fragilidade da Vida,  perdas, mortes e que destino se dá e se faz com a pertença  à dado negócio familiar .  Interessante notar o relato de Cássia, por exemplo: ” A gente tinha que fazer dar certo, uma ajudando a outra, não era uma questão de escolha. Eu não tinha trabalho, tinha 18 anos, nem carro eu dirigia. Não foi fácil, mas a gente conseguiu”.  Que escolhas existem em um Negócio Familiar ?  Ou ainda : que  potências se revelam em condições adversas e sofridas ?

 

Para além dessas questões, creio ser importante grifar também – desde o ponto de vista jurídico – social o quão recente é no Brasil  uma dada concepção de Mulher que afirma  o seu potencial e vocação enquanto ser de autonomia, inteligência, capacidades.  Na matéria da Revista “AzMina” : ” De Incapaz à Livre – a evolução dos direitos da mulher na família” , Lívia Guimarães aponta:

 

“Imagine uma sociedade na qual a mulher casada é legalmente incapaz de fazer certas coisas, sendo equiparada aos menores de idade e pessoa com deficiência intelectual. Ela necessitaria da autorização do seu marido para exercer diversas atividades, inclusive a de ter uma profissão e receber uma herança. Quanto aos filhos, o exercício do pátrio poder é exclusivo do marido e a esposa pode assumir a responsabilidade sobre eles apenas se ele estiver impedido por doença, morte ou ausência temporária. Na figura de chefe da sociedade conjugal, o marido é administrador dos bens da mulher, sendo obrigado a sustentá-la até que haja o abandono do lar, ocasião na qual o juiz pode, em proveito do marido e dos filhos, sequestrar os bens particulares da mulher.

 

…Essa era a realidade da mulher brasileira até 1962, quando o Estatuto da Mulher Casada conferiu uma emancipação parcial à mulher, devolvendo-lhe sua plena capacidade e atribuindo-lhe a condição de colaboradora na administração da família. Apesar do caráter conservador e patriarcal da sociedade na época, o marido deixou de ser o chefe absoluto da sociedade conjugal. Desde então, a mulher pode optar por ser economicamente ativa sem autorização do marido. Ela passou a ter direitos sobre os seus filhos, compartilhando o pátrio poder, inclusive com a possibilidade de requisitar a guarda em caso de separação – até então, em caso de desquite judicial, os filhos menores ficavam com o cônjuge “inocente” e os filhos maiores de seis anos eram entregues ao pai (os filhos até seis anos e as filhas de todas as idades ficavam com a mãe).

 

Em seguida, a Lei do Divórcio, aprovada em 1977 previu, pela primeira vez, a dissolução do matrimônio – que antes ocorria apenas após a morte de um dos cônjuges – e trouxe alguns avanços em relação à mulher casada”.

 

A Liderança Feminina em Organizações Familiares é certamente uma pauta  que merece destaque. Não apenas para descrever tendências e decifrar  estatísticas.  Mas também para ouvir a voz de um país: a voz de suas mulheres, superações e conquistas.

COMPARTILHAR

ÓTIMA GESTÃO

A ÓTIMA Estratégia e Gestão é uma empresa de Consultoria e Treinamento de Gestão, nas áreas de Planejamento Estratégico, Sistemas de Gestão, Treinamentos e Projetos de Melhoria Lean 6 sigma. Tem como foco o desenvolvimento de projetos que tragam ganhos significativos em produtividade, qualidade e redução www.otimaeg.com.br

ROGÉRIO YUJI TSUKAMÓTO

Prof. e coordenador dos programas de Gestão de Empresas Familiares (EAESP-FGV/SP); Prof. de Empreendedorismo, História Empresarial e Sucessão Familiar em programas executivos da USP, Fundace e INEPAD; Membro do IBGC Instituto Brasileiro de Governança Corporativa Mestre em Business Administration pela The Wharton School of the University of  Pennsylvania (EUA). Um dos mais renomados consultores, em planejamento sucessório para empresas familiares em diversos segmentos, como: Cosan, Petróleo Ipiranga, O Boticário, Tigre, Ajinomoto, ABERT (Rádio e TV), ABRAS (Supermercados), SindPetro e muitas outras. info@gestare.com.br

Héctor Lisondo

O Instituto Lisondo é uma Consultoria Boutique fundada em 1998 com o propósito de promover o desenvolvimento de pessoas e empresas através de propostas customizadas e bifocais (aspectos técnicos e humanos simultaneamente abordados).

Conheça mais

Valéria Lisondo

Biblioteca Virtual

Nosso acervo virtual gratuito.

Veja mais

Catástrofe, gestión y cambio. Algunas aplicaciones del pensamiento de Bion en una historia de vida

Comprar

A Família Empresária: Empreendedores, Empresas, Famílias e seus Desafios

Comprar

Gerência sem Catástrofe ou Catástrofe sem Gerência

Esta obra retrata aspectos institucionais, técnicos, psicológicos e existenciais de uma história vivida pelo autor em organizações e situações reais. Os principais polos da vida corporativa, tais como hierarquia, poder, liderança, trabalho de grupo, mudanças e resistências estão integrados com as concomitantes experiências emocionais que têm lugar no entorno do personagem central.

Comprar

Empresas Familiares e Famílias Empresárias

No nosso capítulo destacamos a dimensão de sofrimento inerente à conquista de resultados nesses contextos. Resultados compreendidos não apenas pela métrica financeira, mas também pela estruturação de uma governança sadia. De Coordenação: Roberta Nioac Prado

Comprar

Empresas Familiares Uma Visão Interdisciplinar

A obra, com participação de Héctor e Valéria Lisondo, é resultado dos debates multidisciplinares que ocorrem nos encontros do Grupo de Estudos de Empresas Familiares da Faculdade de Direito da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Comprar

Mudança sem Catástrofe ou Catástrofe sem Mudanças

Esse livro é o resultado da confluência de algumas descobertas da psicanálise aplicadas à organização. Oferece aos líderes alternativas de reflexão para melhorar os seus resultados,  convidando-os para uma mudança pessoal.

Comprar

Inovação Organizacional e Tecnológica

O livro focaliza a crucial questão da inovação desde múltiplos vértices tais como: o tecnológico, o organizacional, do empreendedorismo e desde a perspectiva psicológica onde se aborda o grupo como um organismo em permanente evolução na busca e na afirmação da sua identidade grupal.

Comprar
Instituto Lisondo
Rua Paraguaçu 174, conj.31, Perdizes CEP: 05006-010, São Paulo/SP
Instagram
Facebook
LinkedIn
Spotify
Copyright 2023 - Instituto Lisondo. Todos os direitos reservados. O conteúdo deste site não pode ser reproduzido, distribuído, transmitido ou usado, exceto com a permissão prévia por escrito. Site by Miss Lily